-- Studiolo

-- Studiolo --

Serviços de apoio à pesquisa, edição e tradução

 

A Studiolo  oferece serviços em três áreas principais:

Edição, onde auxilia o autor na composição do texto a publicar, intervindo durante o processo de escrita e sobre o texto concluído, em termos de forma, de estilo e de conteúdo.

Tradução de textos literários e de textos académicos, técnicos, de divulgação, empresariais e publicitários para o Português, a partir do Espanhol (Castelhano/Catalão), do Francês, do Italiano e do Inglês, e retroversão do Português para o Inglês.

Pesquisa dirigida sobretudo a um público especializado, constituído por estudantes, investigadores e entidades culturais, contemplando a recolha e sistematização de informação (documental e bibliográfica), e a transcrição paleográfica de documentos.

Para além dos serviços normais de tradução e revisão, a Studiolo  oferece ainda um Serviço Premium  para intervenções aprofundadas de revisão, composição e edição de texto.

Especialmente vocacionada para as áreas da Literatura, Humanidades, Ciências Sociais, Arquitectura e Urbanismo, mas também com trabalho desenvolvido em campos técnicos diversificados da publicidade à comunicação empresarial, a  Studiolo tem como objectivos fundamentais:

promover a qualidade de edição, actuando com rigor nas áreas de revisão literária, técnica e científica de textos, e de tradução/retroversão para publicação a nível internacional.

apoiar o trabalho de pesquisa e levantamento bibliográfico e documental a realizar em Portugal, assim suprindo necessidades decorrentes de falta de qualificação específica do cliente nas áreas técnicas e científicas em que actuamos, e resolvendo dificuldades de acesso a informação causadas por indisponibilidade de tempo e/ou de deslocação.

-- Quem Somos

-- Quem Somos --

Garantindo a maior qualidade e rigor nos serviços que disponibiliza, a Studiolo integra na sua equipa colaboradores multilingues com experiência profunda e diversificada nas diferentes áreas contempladas:

- na tradução literária (romance, conto, poesia) – Jane Austen, Oscar Wilde, Pablo Neruda, José Donoso, Bioy Casares, Mújica Láinez, Julio Cortázar, entre outros;

- na tradução técnica e académica (livros e artigos) – Ciências Sociais (História, Antropologia, Sociologia, Ciência Política, Urbanismo), literatura didáctica, mas ainda manuais, folhetos, textos publicitários e de divulgação;

- na escrita e revisão/edição de dissertações e artigos académicos;

- na pesquisa e levantamento documental e bibliográfico.

Todos os colaboradores da Studiolo possuem larga experiência de investigação e docência universitária nas áreas da História, Antropologia, Sociologia, Paleografia, Arquitectura e Urbanismo. Acreditamos, por experiência própria, que o trabalho meticuloso e rigoroso é essencial para que se obtenham bons resultados. Queremos ajudar os nossos clientes a atingir esses objectivos, empenhando-nos na concepção de textos de elevada qualidade.



-- Contactos

-- Contactos --

Enviar
Studiolo © 2016
Links & Textos
sobre temas relacionados

 

Espaços

 

Italian Renaissance Learning Resources, “A Room of One’s Own: The Studiolo”

Robert Kirkbride, “The Renaissance Studioli of Federico da Montefeltro”

Uki Goñi, “A novel oasis: why Argentina is the bookshop capital of the world”

Museu da Máquina-de-Escrever da Golegã - link

 
 

Instrumentos

 

M. Asher Cantrell, “12 Letters that didn’t make the alphabet”

Mark O’Connell, “The marginal obsession with marginalia”

Paul Anthony Jones, “26 Forgotten words you should start using immediately”

Kakimori Stationery Shop - link

Curso de Encadernação, Escola de Belas Artes, UFMG - link

 
 

Artífices

 

O. Ready, “Conversations with translators (I): Oliver Ready on Crime and Punishment”

R. Bartlett, “Conversations with translators (II): Rosamund Bartlett on Anna Karenina”

“Translation challenges the brightest minds / Russia beyond the headlines” - link

A.N. Wilson, “This new translation of Crime and Punishment is a masterpiece”

Jorge Luis Borges, “Un sueño eterno”

 
 

Práticas

 

Cheryl Iverson, «“Copy editor” vs “manuscript editor” vs…: Venturing onto the minefield of titles»

Joshua Rothman, “Why is academic writing so academic?”

Teolinda Gersão, “Redacção – Declaração de amor à língua portuguesa”

José Pacheco Pereira, “Os apátridas da língua que nos governam”

Luís Miguel Queirós em entrevista a Vasco Graça Moura, “A pronúncia da língua corre o risco de ser desfigurada a breve prazo”



Links & Textos
sobre temas relacionados

 

Espaços

 

Italian Renaissance Learning Resources, “A Room of One’s Own: The Studiolo”

Robert Kirkbride, “The Renaissance Studioli of Federico da Montefeltro”

Uki Goñi, “A novel oasis: why Argentina is the bookshop capital of the world”

Museu da Máquina-de-Escrever da Golegã - link

 
 

Instrumentos

 

M. Asher Cantrell, “12 Letters that didn’t make the alphabet”

Mark O’Connell, “The marginal obsession with marginalia”

Paul Anthony Jones, “26 Forgotten words you should start using immediately”

Kakimori Stationery Shop - link

Curso de Encadernação, Escola de Belas Artes, UFMG - link

 
 

Artífices

 

O. Ready, “Conversations with translators (I): Oliver Ready on Crime and Punishment”

R. Bartlett, “Conversations with translators (II): Rosamund Bartlett on Anna Karenina”

“Translation challenges the brightest minds / Russia beyond the headlines” - link

A.N. Wilson, “This new translation of Crime and Punishment is a masterpiece”

Jorge Luis Borges, “Un sueño eterno”

 
 

Práticas

 

Cheryl Iverson, «“Copy editor” vs “manuscript editor” vs…: Venturing onto the minefield of titles»

Joshua Rothman, “Why is academic writing so academic?”

Teolinda Gersão, “Redacção – Declaração de amor à língua portuguesa”

José Pacheco Pereira, “Os apátridas da língua que nos governam”

Luís Miguel Queirós em entrevista a Vasco Graça Moura, “A pronúncia da língua corre o risco de ser desfigurada a breve prazo”